segunda-feira, 23 de março de 2009

PARABÉNS FLORIPA , 283 ANOS DE BELEZA E MAGIA.





























Rancho de Amor à Ilha
Um pedacinho de terra,perdido no mar!...
Num pedacinho de terra,beleza sem par...
Jamais a natureza reuniu tanta beleza
jamais algum poeta teve tanto pra cantar
Num pedacinho de terra belezas sem par!
Ilha da moça faceira,da velha rendeira tradicional
Ilha da velha figueira onde em tarde fagueira vou ler meu jornal.
Tua lagoa formosa ternura de rosa poema ao luar,
cristal onde a lua vaidosa sestrosa, dengosa vem se espelhar...
Autor: Cláudio Barbosa

2 comentários:

brasildobem disse...

alve essa maravilha da natureza. Amo Santa Catarina, amo Floripa, que ilha maravilhosa!
Bjs
Janeisa

Zu disse...

Lembro bem dessa poesia Heloisa,indo pra Lagoa ;nem sei se falei mas morei aí por quase 3 anos....bjs